Aum ॐ Meu Recanto de Paz: Dezembro 2013

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Saudando o Ano Novo com uma Prece


O recomeço, na chegada de um Ano Novo, nos acena com oportunidades de fazermos diferente e melhor, o nosso caminho. Na verdade, todos os dias quando o sol se levanta no horizonte, após uma noite de escuridão e sombras, nos convida à renovação. Talvez não sintamos assim, mas é o que acontece. Que cada dia nos encontre prontos para aceitar as circunstâncias que nos chegarem, cientes de que elas - boas ou más - nos vêm ensinar alguma coisa e podem nos tornar mais fortes, mais sábios, melhores. Os pássaros saúdam o sol com trinados e cantos belíssimos! Muitas flores se abrem em corolas de cores que ajudam a enfeitar os nossos caminhos. Toda a nossa casa - o planeta Terra - se modifica com a chegada da energia maior do Sol. E nós, seres pensantes, será que temos a devida consciência do milagre de um renascimento de oportunidades, que cada dia vem nos trazendo? É uma pena se nos levantamos sem um pensamento de louvor à Vida, ao Amor Supremo que habita em nós e em tudo em torno, ao Ser de luz que, em nós, nos convida a orar e vigiar, a continuar caminhando e fazendo de cada passo um traçado amoroso que nos alimente e auxilie a todos os nossos irmãos. E foi pensando nisto, que surgiu esta prece que lhe ofereço, no início deste ano de 2014 para que, se você gostar, possa lê-la em cada amanhecer, tornando o seu caminho menos sombrio e triste, sempre iluminado pela fé na presença do Amor, em cada segundo de seu trajeto neste mundo:

Deus, Meu Pai,
Agradeço a oportunidade de estar nesta experiência de vida. Sei que meu saber é muito limitado, mas espero que o desejo de progredir espiritualmente me faça avançar sempre no caminho do Bem. 
 
Que Sua luz ilumine minha consciência, para que eu possa seguir evoluindo e contribuindo, também, para que mais pessoas evoluam. Se hoje sofro é porque não soube viver de acordo com a Sua vontade.
 
Por isso, agradeço a todos que me fizeram chegar até aqui, acreditando que qualquer dificuldade só existiu por causa da necessidade que tenho de me esclarecer. Abro minha mente e meu coração, neste instante, para que seja feita a Sua vontade em minha vida e peço que me guie no caminho da Verdade. 
 
Que a luz que abrigo em mim se expanda e se una a toda luz que exista no Universo e uma grande corrente de Amor seja formada, alimentando o coração de todos, estejam onde estiverem. Assim, que toda a ignorância seja transmutada e passemos a viver num mundo mais feliz! Peço a bênção de servir com todo o meu Ser, agora e sempre. Agradeço meu Pai, por Sua presença em minha vida e em tudo que existe. Que o Bem finalmente se faça em todas as consciências e Seu Amor aqueça todos os corações. Assim seja.

Como viajantes no tempo, que saibamos onde nos apoiar, a cada passo e por onde seguir! Com as bênçãos do Pai, todos nós venceremos.


Maria Cristina Tanajura

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Desejos...

Caminha placidamente por entre o ruído e a pressa, e lembra-te da paz que existe no silêncio. Tenta, na medida do possível, estar de bem com todosExprime a tua verdade com tranquilidade e clareza. Escuta quem te rodeia, inclusive as pessoas desinteressantes e incultas; também elas têm uma história para contar. Evita gente conflituosa e agressiva que tanto mal faz ao espírito. Se te comparares com os outros poderás tornar-te amargo ou arrogante, pois haverá sempre alguém melhor e pior que tu. Regozija-te com as tuas conquistas e os teus projetos. Mantém vivo o interesse pela tua carreira por mais humilde que seja; é um verdadeiro bem, nesta época de constante mudança. Sê prudente nos teus negócios – o mundo está cheio de armadilhas. Mas não feches os olhos à virtude que existe em teu redor, nem às pessoas que defendem os seus ideais e lutam por valores mais altos – a vida está cheia de heroísmo. Sê tu próprio. Acima de tudo, não sejas falso, nem cínico em relação ao amor que, face a tanta aridez e desencanto, se mantêm perene como uma haste de erva. Aceita com serenidade a passagem do tempo, sabendo deixar graciosamente para trás as coisas da juventude. Cultiva a força de espírito, para te protegeres de azares inesperados. Mas não te atormentes a imaginar o pior. Muitos medos nascem do cansaço e da solidão. Mantém uma autodisciplina saudável mas sê benevolente contigo mesmo. És um filho do Universo, como as árvores e as estrelas. Tens todo o direito ao teu lugar no mundo. Poderá não ser claro para ti, mas a verdade é que o Universo está a evoluir como previsto. É importante, assim, que estejas em paz com Deus, seja qual for a tua concepção d’Ele, e em paz com a tua alma, sejam quais forem os teus anseios e aspirações no ruidoso tumulto da vida. Apesar de todos os enganos, dificuldades e desilusões, vivemos num mundo bonito. Alegra-te. Luta pela tua felicidade.

Desiderata 1927  Max Hermann

Feliz Natal à todos os amigos, que a luz e a paz estejam presentes em cada coração neste dia especial!! ♥

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Lista de Presentes



Quando se aproxima o final do ano, costumamos fazer algumas listas que têm o objetivo de nos auxiliar a cumprir com os compromissos aos quais nos propusemos no decorrer do ano e que acabamos deixando para trás.

Nelas estão incluídas as promessas que fizemos e nem sequer nos movemos no sentido de cumpri-las. Lista de tarefas profissionais que foram inúmeras vezes deixadas em último lugar.

Lista de compromissos sociais diversas vezes adiados.

E, com a proximidade do Natal, vem também a lista de presentes.

Então, nos esmeramos na compra de lembranças e mimos para os familiares e amigos, em um gesto simbólico de comemoração do aniversário de nosso querido amigo Jesus.

Movidos pelo sentimento de caridade que nos envolve mais intensamente, nesta época do ano, muitos oferecemos lembranças àqueles menos favorecidos e aos desamparados.

Na ansiedade de não esquecer nenhum de nossos afetos, verificamos inúmeras vezes nossa lista.

Mas, num gesto de reflexão, poderíamos incluir em nossas anotações uma lista do quanto nos fizemos presentes na vida de todas as pessoas que nos cercam.

Com certeza constataríamos o quanto ofertamos de nós mesmos às pessoas que estimamos e também àquelas que, mesmo sem conhecermos muito bem, podem ter precisado de nós em algum momento.

Paremos para pensar o quanto nos fizemos presentes na vida de nossos filhos.

Se ainda crianças, reflitamos por quantas vezes estivemos ao lado deles brincando, dando-lhes bons exemplos, ensinando-lhes as verdades e também as coisinhas mais simples e importantes da vida.

Como observar e respeitar a natureza; ou oferecer um cumprimento sincero e afetuoso às pessoas.

Quantas vezes lhes ofertamos abraços carregados de afeto e dissemos a eles que os amamos?

O trabalho, a louça suja, a casa desarrumada podem esperar. A infância não, essa passa em um piscar de olhos e não volta mais.

Oferecemos aos nossos filhos jovens e aos nossos pais o presente da companhia desinteressada, do apoio nos momentos que precisaram?

Quantas vezes os incluímos em nossos planos diários? Telefonamos para eles apenas com o intuito de saber como estavam passando?

Aos amigos, oferecemos o presente da amizade sincera?

A prática da verdadeira caridade fez parte de nossos projetos?

Não sabemos o quanto nos demoraremos nesta existência, se teremos uma vida breve ou longa. Procuremos então não adiar esses verdadeiros presentes que somos capazes de oferecer ao nosso próximo.

As lembranças que podemos comprar também têm o seu valor, e todos gostamos de recebê-las, pois demonstram carinho, afeto e gratidão.

Mas nada disso tem sentido se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes, a palavra que compreende, o olhar que conforta, o silêncio que respeita, a presença que acolhe e os braços que envolvem podem ter um valor imensamente maior do que qualquer presente material que ofertemos.

São essas atitudes que dão sentido à vida e fazem com que ela seja mais intensa, leve e feliz.

Pensemos nisso.



Redação do Momento Espírita.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Vida Presente


No nosso dia a dia, ficamos tão envolvidos com os problemas, a atenção voltada quase que tão somente para o próprio umbigo, que passamos pelas pessoas e não as vemos. Aliás, as pessoas deste "mundo moderno", sempre tão ocupadas, correm um risco ainda maior: o de passar pela vida sem vê-la e sem vivê-la. Homens e mulheres com seus sapatos e sentidos fechados, vivem quase sem sentir e tocar a terra que lhes dá o ar de cada dia.

O borbulhar de vida acontece a toda hora e a todo momento diante de nossos olhos, mas só podemos percebê-lo e senti-lo se estivermos presentes no aqui e agora. Normalmente não é o que acontece. O presente fica de lado, espremido pela mente que gira em função do passado e do futuro.


Dessa forma, vamos ter pessoas ausentes e desconectadas, tanto do seu mundo interior quanto do exterior. E essa ausência de presença faz muitos estragos e buracos na convivência humana, na área familiar, profissional e social.


Se não estamos enraizados no presente, deixamos de interagir de maneira equilibrada e saudável com a vida nas suas mais variadas formas. Vida que cortamos dentro e fora de nós. Os sentidos ficam entorpecidos. Não ouvimos as preces da Existência sendo expressas através do riso das crianças, da canção dos pássaros, do som das cachoeiras, do vento, do "farfalhar das saias verdes das árvores", como expressou a poetisa Ana Maria Gomes em 'Árvores'. Não vemos o bailado das borboletas, os olhares ternos dos mansos anciões, o florescer das plantas, o colorido do amanhecer e do entardecer, o voo pausado das garças que cruzam a imensidão do céu todos os dias acima das nossas cabeças...


Estar e ficar presente no aqui e agora, no momento do cuidado com os filhos, do banho, de molhar as plantas, de cozinhar, lavar os pratos, ou qualquer outro ato do cotidiano, é abrir as portas para nos unificarmos em nível interno e externo. Com essa totalidade de presença em tudo que fazemos, o nosso fazer adquire uma qualidade diferenciada e torna-se meditação.


Nesse ato simples de estar presente, saímos do estado de tensão, conseguimos relaxar, nossa visão clareia e se amplia. Assim, mais relaxados e com a visão mais clara, encontramos soluções para muitos dos problemas que enfrentamos.


E como permanecer no aqui e agora, sem apego ao passado e sem medo ou ansiedade em relação ao futuro? A chave é acolher o momento atual, quer o consideremos bom ou não.


Papai, certa vez, disse-me: "A vida é boa. Esteja a vida boa ou não, você a considera boa. Assim, ela fica boa. E quando você for dormir, feche os olhos e o sono vem. Você não se preocupa e dorme aquele sono bom, tranqüilo".


Ao termos a coragem de encarar a realidade como ela se apresenta, mesmo em meio às maiores tribulações, torna-se possível sair do caos mental e manter o equilíbrio interior. Ganhamos força e clareza para lidar com os problemas e, o que é melhor, saímos da reação, do papel de vítima, paramos de culpar os outros pelas nossas misérias emocionais e assumimos a responsabilidade pelos nossos atos. Aí, sim, podemos transcender nossos limites.


Esta aceitação e acolhida da vida como ela é, aqui e agora, dá-nos um forte enraizamento com o nosso centro e nos permite viver de forma madura e pacífica. Desapegamo-nos do passado e nos despreocupamos com o futuro. Nestas condições, conseguimos desembarcar efetivamente no presente que é a própria vida, quer seja nos momentos de alegria, quer seja nos de tristeza. Então, torna-se possível celebrarmos a vida de modo incondicional. 

Enildes Corrêa

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

As 7 Leis Universais


LEI DE CAUSA E EFEITO:
 
Tudo o que você pensa, fala e faz, volta pra você.
Cada palavra, pensamento ou ação enviam para o universo ondas eletromagnéticas fazendo com que se tornem realidade.
 
LEI DO RETORNO:
 
A Lei do Retorno é muito justa, você pensou em algo e esqueceu, e/ou não classificou esse “algo” como ruim, acaba causando o desmembramento de outros fatos igualmente ruins. Tudo o que se pensa, fala e faz de ruim, tem retorno ruim.
 
LEI SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE:
 
Cada vez que você envia energias - boas ou más – para o universo, está atraindo energias semelhantes à sua. Tudo que acontece ao seu redor você é responsável, inclusive os acidentes, pois as vibrações estão na mesma frequência.
 
LEI DO SILÊNCIO:
 
Cada vez que você critica alguém ou faz comentários sobre briga de vizinhos, sobre assaltos, problemas pessoais ou ciúmes, aumenta a energia negativa, que acaba somatizando nos corpos sutis até chegar ao corpo físico, seja como doenças, acidentes, etc.
É preferível se calar a falar palavras negativas.
 
LEI DA PROJEÇÃO:
 
Essa lei ocorre quando você se projeta, inconscientemente, no outro. Por exemplo: alguém tem uma qualidade que você admira. É porque você tem essa mesma qualidade guardada no seu subconsciente.
 
O mesmo acontece quando você não gosta de determinado comportamento ou defeito de uma pessoa, significa que você tem o mesmo comportamento ou defeito dentro de si mesmo e, como não consegue identificá-los, se projeta no outro.
 
LEI DA DOAÇÃO:
 
Serve para movimentarmos as nossas energias e assim atrair a prosperidade. Você precisa doar-se para que essa energia de “doação”, que pode ser qualquer tipo, transforme as vibrações negativas em positivas.
 
LEI DO DISTANCIAMENTO:
 
É a compreensão de que nada nos pertence, nem mesmo as pessoas de nossa família (pai, mãe, filhos), amigos, animais domésticos e bens materiais. Tudo é passageiro em nossa vida, inclusive o nosso corpo físico. 


Devemos amar e estar presentes em tudo que está a nossa volta, porém devemos nos conscientizar, com sabedoria, do desapego amoroso.
Amar é estar presente, mas consciente das Leis do Universo, para não nos deixarmos abater emocionalmente.
 
 
Cristina Cairo

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...