Aum ॐ Meu Recanto de Paz: Compromisso Verdadeiro

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Compromisso Verdadeiro

 
Nosso mais urgente compromisso é com nossa harmonia interior – paz de espírito.

A única forma que temos para auxiliar alguém, de modo efetivo e apropriado, é mantermos equilíbrio no ato da ajuda, ou seja, estabilidade mental, emocional e espiritual.

A crença inadequada chamada “amor salvacionista” e o impulso desmedido de querer resolver desesperadamente os problemas alheios são o início da nossa perda de equilíbrio. Antes de auxiliar os outros, precisamos primeiro aprender a tomar conta de nós.

Se estamos com o coração e a mente sobrecarregados, somos ineficazes para prestar uma real assistência. Sem serenidade de alma, somos míopes espirituais: “ora, se um cego conduz outro cego, ambos acabarão caindo num buraco”.

A cegueira íntima não nos permite ver com clareza os limites da verdadeira ajuda. Muitas vezes, invadimos a individualidade alheia, impedindo que as criaturas façam suas próprias escolhas, esquecidos de que a decisão delas diante das dificuldades é proporcional ao seu grau de compreensão.

Ninguém deve escolher ou decidir por ninguém.

Por desconhecermos o caminho de aprendizado que Deus reservou para cada um, é que subestimamos a capacidade dos outros de solucionar as suas dificuldades. Devemos respeitar a alteridade – que faz parte a diversidade natural da condição humana – não apenas em nós mas neles também.

Nas práticas do bem comum, o mais importante não é curar, e sim ensinar o doente a convier com a enfermidade até sua autocura.

Convém repetir: nosso verdadeiro compromisso é com nossa serenidade íntima. A partir dela, será possível ver tudo com nitidez e realizar com moderação.

A paz de espírito nos leva à virtude de “permanecer na medida exata”, proporcionando-nos uma coletânea de idéias e pensamentos que nos facilitam encontrar soluções harmoniosas para os conflitos interiores e, por conseqüência, para os exteriores.

Hammed, por Francisco do Espírito Santo Neto.

9 comentários:

  1. Olá Mari, sábias palavras estas que aqui nos deixa e com as quais eu concordo. Eu acredito que sem paz e equilíbrio interiores, não somos capazes de ajudar ninguém,mas também acredito que só devemos ajudar quem pede essa ajuda, pode até nem ser um pedido verbalizado, mas desde que a vontade de ser ajudado esteja presente, você vai senti-la e aí, temos o direito de ajudar, mas nunca devemos de impôr a nossa ajuda a quem ainda nem teve tempo de decidir de seu livre arbítrio.
    Desejos de uma linda 4ª feira.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  2. Ola amiga..adorei as palavras..eu adoro sentir me em paz de espírito para puder fazer alguma coisa..se não, não consigo realizar nada..todos nos precisamos de paz na vida..
    Beijos da Bruxinha

    ResponderExcluir
  3. A paz de espírito, a harmonia interna, nos faz enxergar melhor e assim nos permite agir com mais sabedoria.
    Beijos, minha amiga.

    ResponderExcluir
  4. So quando estamos e paz connosco e nos amamos podemos dar ao outro
    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. A paz é necessária dentro e fora de nós...beijos,chica

    ResponderExcluir

  6. Mari já estou aqui nesse belo Recanto da Paz
    Amei sua postagem a gente só estará preparado para auxiliar, o próximo, ou um novo amor, a partir do momento, em que vc olha se no espelho e ver nossa a sua imagem e dizer de ♥ como me amo.
    Irei colocar seus blogs em meu favoritos assim quando vc posta algo quero sempre ver, mas eu tive um contra tempo e minha CPU já era estou com um notbook q as vezes, as vezes nada e só esquenta que ele desliga mas de toda forma estou feliz pq consigno fazer o q me da prazer q e leva um pouco de paz em alguns ♥ .
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Mari querida! Obrigada pelo carinho e pelos comentários sempre tão gentis! Já estava com saudades.... Que mensagem linda! Postou lindamente!
    Desculpe pela demora em aparecer!....
    Tem post novo!
    Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. oi Mari,

    Nas práticas do bem comum, o mais importante não é curar, e sim ensinar o doente a convier com a enfermidade até sua autocura.
    adorei...
    é pra aprender!!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá Mari! Que mensagem maravilhosa, quantos conselhos.
    Realmente não conseguiremos ajudar ninguém, se não estivermos em paz.
    Um carinhoso abraço e muita paz!

    ResponderExcluir

♥Adoro seu comentário!♥

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...