Aum ॐ Meu Recanto de Paz: Nossos Pesos

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Nossos Pesos


Você se sente, em alguns dias, como se carregasse o peso do mundo?

Sente-se excessivamente cansado, atormentado, assoberbado de tarefas?

Talvez seja interessante refletir um pouco a respeito do que o está deixando tão exausto, quase desencantado da vida.

Conta-se que um conferencista tomou de um copo, nele despejou água e o ergueu, mostrando para a plateia.

Então, lançou a pergunta: Quanto vocês acham que pesa este copo?

As respostas variaram entre vinte e quinhentos gramas.
Bom, completou o conferencista, o peso real do copo não importa.

O que importa é por quanto tempo eu o segurarei levantado. Se o segurar por um minuto, tudo bem. Se o segurar durante um dia inteiro, precisarei de uma ambulância para me socorrer.

O peso é o mesmo, mas quanto mais o seguro, mais pesado ele ficará.

Isso quer dizer que se carregamos nossos pesos o tempo todo, mais cedo ou mais tarde não seremos mais capazes de continuar.

A carga irá se tornando cada vez mais pesada.

É preciso largar o copo, descansar um pouco, antes de segurá-lo novamente.

Temos que deixar a carga de lado, periodicamente. Isso alivia e nos torna capazes de continuar.

Portanto, antes de você voltar para casa, deixe o peso do trabalho num canto. Não o carregue para o lar.

Você poderá retomá-lo, no dia seguinte.
Há sabedoria nas palavras do conferencista. Por isso mesmo, o Sábio de Nazaré, há mais de dois mil anos recomendou: A cada dia basta sua própria aflição.

Equivale a dizer que devemos saber nos empenhar em algo que precisa ser feito, que exija todo nosso esforço.

Mas que, depois de um tempo, precisamos relaxar, espairecer, trocar de tarefa.

A lei trabalhista estabelece o cômputo de horas ao trabalhador. Também o dia do repouso, das férias.

Na escola, temos horários de estudo, intercalados com intervalos.

Pensemos, portanto, e comecemos a agir com sabedoria. Enquanto no trabalho, todo empenho.

Vencidas as horas de esforço mental ou físico, envolvamo-nos em outra atividade prazerosa.

Busquemos o lar e vivamos, intensamente, com nossos familiares.

Observemos o filho no berço, o outro que ensaia as primeiras letras no papel. Preocupemo-nos em saber se tudo está bem. Conversemos.

Desanuviemos o cenho, agora é o momento da família.

E não esqueçamos de momentos para a oração, para a boa música, a leitura nobre, que nos refaça a intimidade, nos descanse a alma.

Vinculemo-nos a um trabalho voluntário. Cultivemos nosso jardim. Podemos as árvores. Colhamos flores.

Despertemos mais cedo e observemos o nascer do sol. Encantemo-nos com o cair da tarde.

Em suma: vivamos cada momento com todas as nossas energias. Cada momento, sem levar conosco cargas desnecessárias.

Lembremos Jesus: A cada dia basta sua própria aflição.


Redação do Momento Espírita, com base no texto "O copo d´água",
de autoria desconhecida.

11 comentários:

  1. Olá Mari! Acontece dias assim, hã?! Adorei o texto que trouxe para nós, obrigada!!

    Tenha um Belo Dia!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  2. Minha querida amiga não são poucas as vezes que nos sobre carregamos de tanto peso que nossa mente nosso corpo não suporta e jesus nos encinou que cada qual deve carregar seu fardo e quase sempre somos levados por amor compaixão ou uma solidariedade exagerada a carregar aquele fardo que não nos cabe pensando em auxiliar as vezes atrasamos o aprendizado de nosso irmão um linda e sábia mensagem ótima reflexão grata por compartilhar sempre bjs com carinho marlene

    ResponderExcluir
  3. Lindíssima e sempre tão necessária reflexão! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Um texto para se fazer uma boa reflexão. De fato precisamos viver um dia de cada vez, buscando aliviar o peso para o próximo dia.
    Beijos amiga querida.
    Élys.

    ResponderExcluir
  5. A cada dia basta sua própria aflição.
    Lembremos Jesus!!!

    que assim seja!


    Amém

    ResponderExcluir
  6. Olhe só...importante este texto e me fez pensar que as vezes me sinto como a borboleta da foto! Adorei, obrigada!
    Bjs e te desejo uma ótima quinta-feira!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  7. Grata pela reflexão minha amiga..
    bjs no coração! :)

    ResponderExcluir

  8. Como estava um pouco afastada estou tentando voltar aos poucos
    novamente tentando digerir o desconforto que estou passando no momento.
    Eu não posso parar muito menos desistir de lutar como sempre fiz.
    E a amizade nos da força sempre para continuar nossa jornada.
    Nessa rapida visite convido você a ler minha postagem
    também dizer se gostou do novo visual da nossa Viagem.
    Linda noite beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari, como sempre postando textos que nos fazem refletir na vida e no nosso eu interior.É amiga, infelizmente temos esse momentos, e há épocas que eles são a regra, e não a exceção.
    Devemos exercitar diariamente e nos libertar de tudo que é desnecessário,inclusive sentimentos .
    Essa imagem é linda,né,adoro.
    Beijo , fica com Deus.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia,Mari!!!

    Belíssima mensagem,minha amiga!!!!
    Nós tornamos nossa vida mais leve ou mais pesada.Depende de como encaramos cada obstáculo,cada oportunidade!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Que linda a comparação com a história do copo. É difícil mesmo carregarmos malas e bagagens o tempo todo.
    Um texto que nos leva a uma profunda reflexão...

    Bjs querida!!!

    ResponderExcluir

♥Adoro seu comentário!♥

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...