Aum ॐ Meu Recanto de Paz: Necessário e Dispensável

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Necessário e Dispensável


O consumismo atual responde por muitos problemas.

As indústrias do supérfluo apresentam no mercado da vacuidade um sem-número de produtos desnecessários, que aturdem os indivíduos.

Estimulados pela propaganda bem elaborada, desejam comprar, mesmo sem poder, o que vêem, o que lhes é apresentado, numa volúpia crescente.

Objetos e máquinas que são o último modelo, em pouco tempo passam para o penúltimo lugar, até ficarem esquecidos em armários ou depósitos de coisas sem valor.

No entanto, se não fossem adquiridos, naquela ocasião, a vida perderia o sentido para quem os não comprasse.

Consumismo é fantasia, transferência do necessário para o secundário.

O consumidor que não reflete antes de adquirir, termina consumido pelas dívidas que o atormentam.

Muita gente faz compras, por mecanismos de evasão.

Insatisfeitas consigo mesmas, fogem adquirindo coisas mortas, e mais se perturbando.

Enquanto grande número de indivíduos se afogam no oceano do supérfluo, multidões inteiras não possuem o indispensável para uma vida digna.

Abarrotados, uns, com coisas nenhumas, e outros vitimados por terrível escassez.

São os paradoxos do século e do comportamento materialista-utilitarista da atualidade.

Confere a necessidade legítima, antes de te permitires o consumismo.

Coisas de fora não equacionam estados íntimos. Distraem a tensão por um momento, sem que operem real modificação interior.

Quando o excesso te visite, reparte-o com a escassez ao teu lado.

Controla e dirige a tua vontade, a fim de não seres uma vítima a mais do tormento consumista.

Divaldo P. Franco. Da obra: Episódios Diários. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. Capítulo 25. LEAL.

9 comentários:

  1. Olá querida, tudo bem???
    Adoro as palestrar do Divaldo de Franco, e nesse texto ele defendeu a nossa querida mãe Terra, pois o consumismo do ser Humano, esta devastando ela, adorei o post...xeros querida

    ResponderExcluir
  2. Um sábio alerta..vivemos para exercitarmos em tudo, o equilíbrio, portanto o consumismo exagerado, não nos é benéfico. Invistamos mais no que seja importante para o enriquecimento interior, ao que é eterno.
    Boa semana, beijinhos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  3. Amiga Mari, o texto do post retrata de maneira inequívoca nossos dias, onde o binômio consumismo/carência salta aos olhos, ou seja, enquanto há gente passando necessidade das coisas básicas, outros compram produtos que nunca usarão...
    Um abraço. Tenhas uma linda semana .

    ResponderExcluir
  4. Bom Dia, Mari!!!

    ADOREI O TEXTO, não conhecia esse texto de Divaldo de Franco!!Obrigada pela partilha.

    "...Controla e dirige a tua vontade, a fim de não seres uma vítima a mais do tormento consumista..."

    Tenha um Belo Dia!!!
    Muita Luzzzzzz

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Mari. Muita luz e paz! Excelente texto, como sempre.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, Mari.
    Excelente texto, como de costume.
    Muita luz e paz!

    ResponderExcluir
  7. Isto é muito profundo:

    "Coisas de fora não equacionam estados íntimos. Distraem a tensão por um momento, sem que operem real modificação interior."

    A matéria jamais nos preenche, por isso, esse avanço desenfreado do consumismo, e por isso sempre queremos mais. É uma tentativa em vão de preencher um vazio na alma. A alma só se preenche com o que não é material, mas sim, com o que é espiritual...

    Um beijo Mari!

    ResponderExcluir
  8. Um belo texto e muito mas muito verdadeiro.
    Beijinhos Pinta

    ResponderExcluir
  9. Se o mundo está como está é porque a ganância pelo supérfluo, para parecer mais e poder mais, levou o homem a se afastar de Deus... Hoje o dinheiro e bens materiais até compram felicidades mundanas, mas e futuramente??? Não comprarão a felicidade na espiritualidade, e essa sim é a verdadeira vida!!!

    ResponderExcluir

♥Adoro seu comentário!♥

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...