Aum ॐ Meu Recanto de Paz: A Fé Remove Montanhas?

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

quarta-feira, 30 de maio de 2012

A Fé Remove Montanhas?


“O poder da fé tem aplicação direta e especial na ação magnética que rege as moléculas de que são formados os órgãos do nosso corpo”. "Ao invocar a fé, colocamos em movimento determinadas vibrações e alterações químicas em nosso cérebro enquanto pensamos. Essas vibrações vão percorrendo os caminhos dos neurônios, depois, de nosso corpo como um todo. Elas vibram em cada corrente química de nosso organismo e, à medida que a carga dos impulsos elétricos do pensamento é enviada, (neste caso, positiva, de vez que a fé é uma relação de intimidade com o Plano Espiritual) vai alterando a química e conseqüentemente nosso sistema imunológico, por isto é que a cura pode se estabelecer. Nesta hora uma energia maravilhosa desprende-se de nós e, como um imã, une-se ao Fluido Universal, que por graça de Deus está por toda parte, modificando-lhe adequadamente as qualidades dando-lhe o impulso irresistível na busca da cura.”

Bem por isso é que Jesus dizia àqueles a quem curava: “A tua fé te curou”, pois os fenômenos de cura considerados prodígios, na verdade eram apenas conseqüências de uma lei natural. Ensinava nesse momento aos que tinham “ouvidos de ouvir”, que a potência embutida em cada um de nós, pode acionar a cura ou nos desviar das dores que nós mesmos atraímos.

Quando falamos em fé, muitas vezes nos lembramos das doenças graves que nos atingem ou àqueles a quem amamos. Então perguntamos; porque o poder da fé de alguns pode ser tão abrangente a ponto de lhes ocasionar a cura?... E a resposta procurada, pesquisada, nos responde: A fé, quando ardente e sincera, pode operar maravilhas, remover montanhas, as Montanhas de Nossas Dificuldades, unicamente pela vontade do pensamento dirigido para o bem.

Quando Jesus disse que “a fé remove montanhas”, falava no sentido moral e não de uma montanha de pedra, que sabemos impossível remover. As montanhas que a fé transporta são as dificuldades, as resistências. O preconceito, o orgulho, os interesses materiais, a cegueira, são outras tantas montanhas que atravessam nossos caminhos, mas não nos iludamos, na grande maioria das vezes somos nós mesmos que as colocamos, e o que é pior, na falta de um culpado, culpamos a Deus!!

E quando, pelo medo de errar, não O culpamos, nos sentimos desprotegidos, achamos que Deus não é assim tão amoroso e justo! Então dizemos, embutindo nossa decepção: Porque justo comigo? Ou Deus quis assim! Como se Deus pudesse querer que coisas ruins nos acontecessem! Não! Somos nós que atraímos a devolutiva do que fazemos, desejamos e até pensamos, pois que, sempre.

O resultado do que fazemos nos espera mais adiante.

Nem sempre queremos nos inteirar realmente e não buscamos esclarecimento para o entendimento das coisas espirituais porque, além de trabalhoso, aumentaria a responsabilidade de nossos atos... E ISTO, NÃO QUEREMOS!... É tão mais fácil e cômodo ter alguém, ainda que seja Deus, para responsabilizar pelos nossos problemas e até pelos nossos desatinos!

A fé raciocinada ilumina demais!... Não gostamos de encarar nossas falhas, muito menos de trabalhar com elas. Preferimos ficar no desconhecimento de nós mesmos, e não percebemos que a fé que sem raízes se faz fraca, sem o poder de “remover nossas montanhas”, de nos levar à compreensão da justiça de um Deus que não pune, mas que instituiu entre Suas leis, a justíssima “Lei do Retorno”, ou “Carma”, que significa “Ação e Reação”. Na verdade...
Somos nós mesmos que atraímos como devolutiva, a conseqüência inexorável daquilo que fazemos.

Na ignorância das Leis de Causa e Efeito, usamos de nosso livre arbítrio do jeito que queremos, o que vale dizer; do jeito que, certo ou errado, no momento nos seja mais prazeroso ou conveniente, sem pensar que há uma justiça no Universo que nos trará como retorno o resultado bom ou mau daquilo que fazemos! Não é Deus! Somos nós que colhemos o que quer que tenhamos plantado, porque não há conta de chegar nas Leis de Deus, ela é justa, inexorável, imutável e eterna, como tudo que Ele criou!

Se aceitarmos uma fé que nos é imposta, sob a qual não temos o direito de raciocinar, passamos a professar uma fé cega, que aceita sem controle o falso e o verdadeiro, mas que cedo ou tarde se choca com a verdade e a lógica, e que, se ainda não for fanática, vacila, não satisfaz, não acalma nossas inquietudes, não alivia nossas dificuldades. Por isso muitas vezes vivemos infelizes e sofredores, sem o conforto, sem o alívio daquela fé, que raciocinada e entendida, nos confere a perseverança, a energia e os recursos necessários para a vitória, ou superação dos obstáculos das nossas Montanhas Pessoais!

No entanto, quando depositamos nossa confiança no Criador, nosso Espírito passa a estagiar em ondas magnéticas positivas, que por sua vez, como imã que todo pensamento é, atrai os Bons Espíritos, que então, por misericórdia de Deus, vêm em nosso auxílio, e, mesmo que não o percebamos, a ajuda estará se processando, ainda que em nosso imediatismo ignoremos que...

“Pedimos da maneira que queremos... recebemos da maneira que necessitamos!”

Por isto é que Jesus quando operava curas advertia: “Vá e não tornes a pecar”. Se não naquele tempo, hoje está muito claro!... Quando fazemos as coisas de maneira errada ficamos em desarmonia com as Leis de Deus embutida em nosso inconsciente. Inexoravelmente, por devolução natural, sofremos-lhe as conseqüências, que muitas vezes são doenças ou as grandes dificuldades! Noutras palavras, se não mudamos de atitude, se teimosamente não fazemos questão de melhorar nossos pensamentos e conduta, se pouco fazemos por nossa reforma interior, por ampliar nosso auto-respeito, nosso auto-amor, o respeito e o amor ao nosso próximo, a ajuda que recebemos dura pouco, e mais a frente os problemas voltarão...

Muito Maiores, e se quer teremos o direito de revolta, pois que tudo é uma questão de resultado. De outra forma, as “Montanhas” a que se referia Jesus, ao invés de serem removidas por nós mesmos quando buscamos nossa melhora espiritual, tornam-se cada vez mais nas Montanhas de Nossas Dores e Dificuldades...

A doutrina de Kardec nos oferece a chance do estudo que leva ao esclarecimento, mas o interesse, a vontade e a determinação... é de cada um!!

Autor: Doracy Mércia Azevedo Mota

11 comentários:

  1. Amiga querida,

    Olha Mari,minha mãe foi um exemplo do que a fé opera em nossas vidas.Viveu até os 94 anos,em orações diárias e,mesmo sendo diabética,completamente saudável em todos os pontos de vista.Fazia tricô e,apesar de não enxergar direito,deixou tapetes lindos para todos os netos.
    Bjssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  2. Mari querida,
    Que bela página e mensagem, esta de Doracy Mota.
    Lembra-nos a grande responsabilidade que temos em manter sempre bons pensamentos e atitudes, a fim de carrear para nós, as luzes da espiritualidade amiga a nos beneficiar.
    Como disse a Leninha, no comentário acima, a prece é a demonstração legítima da fé inexorável e indispensável para afastarmos os males e doenças que nos atacam, se nos tornarmos vulneráveis para tal.
    Um afetuoso beijo, amiga.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  3. Amiga Mari, excelente dissertação da Doracy. Ensinamentos básicos para serem incorporados no nosso dia-a-dia apesar de não ser fácil em consequência do apego a matéria em detrimento do bens espirituais.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Jesus disse: "EU sou o caminho, a verdade e a vida, se crês em mim, porque buscas o atalho, a mentira e a morte?" Ótimo post! Linda mensagem para refletirmos! Tem selo e brincadeira pra você lá no blog! Abraço carinhoso!
    Uma iluminada quinta-feira!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá bom dia Mary agradeço pelo carinho
    de sempre, e esse texto é a pura verdade
    com fé conseguimos tudo com Deus!!!
    Bjuss de bom dia!!

    ResponderExcluir
  6. Maravilha de texto e precisamos da Fé sempre em nós...beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Olá amiga,
    Um a mensagem sublime sobre a Fé e que neste momento foi muito bom relembrar. Manter a fé bem viva, acreditar no maravilhoso poder que Deus exerce em nós impelindo-nos a que pela oração acreditemos que com Fé tudo se alcançará. E eu acredito!
    Grata pelo seu carinho no meu canto!
    Beijinhos e muito obrigada.
    Ailime

    ResponderExcluir
  8. Uma página maravilhosa que bem demonstra o grande poder da fé.
    Beijos,
    Élys

    ResponderExcluir
  9. Texto magnífico. Sabemos que sem fé não poderemos agradar a Deus. Então para termos sucesso na vida espiritual e material temos que cultivar a fé.
    Abração.

    ResponderExcluir
  10. Ola querida..amei o texto..nunca podemos perder a fé..
    Beijos da Bruxinha

    ResponderExcluir
  11. Foi surpreendente para mim ver este texto na Internet, sendo que foi escrito há mais de 10 anos e que meu filho encontrou neste belo site, não faço ideia de como foi postado este texto, mas alegrou com certeza meu coração, tenho outros à sua disposição.
    Meu e-mail é doramercia@yahoo.com.au.

    À aqueles que leram e gostaram quero dizer que tudo o que escrevo tem por objetivo levar as pessoas a uma interiorização e auxilia-las de alguma forma. Sempre que escrevo penso que gostaria que meus textos saíssem ao vento e para minha surpresa ao ver um deles aqui, recebi o meu maior premio.

    Obrigada Mari pela oportunidade.
    Inteiramente à sua disposição,

    Doracy Mércia Azevedo Mota

    ResponderExcluir

♥Adoro seu comentário!♥

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...