Aum ॐ Meu Recanto de Paz: Por Trás das Máscaras...

ॐ Amigos, sejam muito BEM VINDOS!! ♥

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Por Trás das Máscaras...


Entre o Espiritismo e o carnaval não existem barreiras intransponíveis, mas, sim, a possibilidade abençoada de a criatura exercitar uma de suas prioridades existenciais, isto é, saber escolher o que mais lhe convém, o que realmente priorizar como verdadeira diversão. Podemos, neste ensejo, buscar a palavra de Paulo de Tarso, quando ele afirmou de forma a não deixar dúvidas sobre a questão aqui enfocada: “Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém” (I Cor.,10: 23).
As “alegrias” experimentadas nos dias de carnaval costumam deixar resíduos morais nocivos na alma, tornando-os traumáticos, permanentes, marcantes. A história desta festividade mostra as sobras da amargura, da tristeza, dos aborrecimentos, dos desajustes familiares, dos desequilíbrios financeiros, das violências de todos os tipos, dos casos e mais casos das gestações indesejáveis, entre outras cruéis e dolorosas situações deixadas como rastros dessa mascarada, mentirosa alegria. Os tempos de as famílias inocentemente sentarem-se nas calçadas para ver os blocos passarem ficou na saudade. Em substituição, surgiu não só a necessidade cada vez maior de uma comercialização insaciável, com lucros exorbitantes, como também o extravasamento sempre audacioso do instinto sexual, da sensualidade, tema este largamente trabalhado com fins comerciais, tanto interna quanto externamente.

Vale ressaltar, na oportunidade, que o homem é o mesmo, carregando dentro de si o desejo do prazer genesíaco como objetivo a ser alcançado na vida.

O carnaval de hoje destrói a saúde física e moral, desnatura a pureza dos sentimentos nobres e impede maior expansão e expressão da caridade.

Nenhum Espírito que já desfrute do verdadeiro equilíbrio de sentimentos e emoções e logicamente do bom senso, condições estas que presidem o destino das criaturas, pode escolher, como alegria, a loucura do carnaval que adormece o ser, em detrimento daquelas outras formas de alegria, as quais levam as pessoas ao deleite de um bem-estar espiritual, e que podem ser assim enumeradas: a leitura de uma página doutrinária espírita; a convivência e conversação com pessoas que aspiram a absorção dos valores espirituais, o passeio no campo ou na praia, enfim, tudo que tenha como cenário de fundo a Natureza, que expressa o canto celeste da Vida em sua real dimensão – a espiritual.

Dentro da atualidade tecnológica, quando novos conhecimentos felicitam a mentalidade humana, falta a compreensão precisa do que seja alegria, felicidade, bem-estar moral/espiritual. É exatamente o Espiritismo que procura descerrar as belezas da vida do espírito e os objetivos sagrados da reencarnação, direcionando o homem para sua realidade de Espírito reencarnado, aprendendo a não nos reincidir mesmos erros do passado.

Nos dias atuais, mais ainda nos dos festejos carnavalescos, o que se presencia é a licenciosidade campeando assustadoramente; são momentos danosos que afetam o moral, fazendo com que o ser humano esqueça as inapreciáveis oportunidades de progresso espiritual.

O que mais nos intranqüiliza e constrange é saber que há, nesses momentos de indisciplina sentimental – os dias de carnaval –, toda uma influenciação das forças das trevas espirituais nos corações das pessoas desavisadas, levando-as a ter que reparar, através de várias reencarnações, alguns instantes de prazer ilusório.

Enquanto tais pessoas se entregam a esses “prazeres” provocadores de desgastes físicos e morais, superlotando os salões ricamente decorados, os miseráveis da vida, de estômagos vazios e corações sedentos de amor, multiplicam-se nas ruas e estendem suas mãos súplices à caridade.

São cegos, enfermos, crianças abandonadas, mães aflitas e sofredoras que desfilam ao lado dos mascarados da pseudo-alegria.
Cada ano mais e mais contribuições abarrotam os cofres dos que lograram materializar essas festas.
Que nos preocupemos com os problemas nobres da vida, porque só assim poderemos transformar o supérfluo gasto nesses fugidios folguedos na migalha abençoada capaz de suprir as reais necessidades dos mais carentes.
Enquanto houver um mendigo abandonado junto aos exuberantes gastos com o carnaval, somente se poderá registrar que continuamos passando a nós mesmos um eloqüente atestado da nossa miséria moral.
Terminamos estas singelas considerações sobre a falsa alegria que o carnaval propicia, lembrando, Humberto de Campos em Novas Mensagens (Ed. FEB), quando afirmou:
“Os três dias de Momo são integralmente destinados ao levantamento das máscaras com que todo sujeito sai à rua nos demais dias do ano”.


 Reformador, Fevereiro 2005.Pagina 30

15 comentários:

  1. TUDOÉ LICITO MAS NEM TUDO ME CONVEM,,,
    QUE PALAVRAS SÁBIAS QUANTO TEMPO DEVERÁ PASSAR
    ATÉ QUE TOMEMOS CONSCIENCIA DO SENTIDO DESTAS PALAVRAS O LIVRE ARBITRIO ,NOSSAS ESCOLHAS
    AS OFERTAS VÃO SENDO APRESENTADAS UMA A UMA EM NOSSA FRENTE DEPENDE APENAS DE NÓS SABERMOS TOMAR A ATITUDE SERTA NA HORA SERTA UM TEXTO LINDO AMIGA PARABENS BOA ESCOLHA SEMPRE BJS COM CARINHO MARLENE

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Mari querida!! Muito boa essa mensagem que postou... e ainda temos a felicidade de ler o comentário de nossa amiga Marlene, tão sábia e iluminada!! Muita Paz em sua vida Mari. Fique com Deus. Uma quinta repleta de felicidades!! Bete.

    ResponderExcluir
  3. Bela escolha de texto ,Mari...estamos precisando repensar as nossas atitudes e as nossas escolhas.
    Uma boa tarde para vc e um bom descanso.
    Bjsssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  4. Bom dia,Mari!!

    Belíssima escolha!!!Um texto lindo, sábio e muito profundo!
    Na vida há de se ter equilíbrio em tudo e sempre.
    Que sempre saibamos usar o livre arbítro de forma certa e justa para nossa evolução!!
    Beijos querida!!!
    *Prefiro tranquilidade!

    ResponderExcluir
  5. Olá,Lindinha:
    Dedico um selinho do meu bloguinho para você com muito carinho...:)
    Segue o link: http://meumundinholouco.blogspot.com/2012/02/do-meu-mundinho-louco-para-voce.html
    Beijos, Elaine

    ResponderExcluir
  6. O tempo da ingenuidade no carnaval, há muito já passou.
    Bom fim de semana
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Escolha maravilhosa de texto, ameiiii....beijos coloridinhos para você viu...

    ResponderExcluir
  8. Olá!Navegando pela Net, te encontrei, gostei e já estou seguindo! Ficarei muito feliz e honrada se puderes retribuir me seguindo de volta!Então estou aqui pra avisar que tem post especial de carnaval! Vem! Tô te esperando! Feliz Carnaval! Abração cheio de confete e serpentina! Bjão no coração!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigada pelas palavras carinhosas!Feliz Carnaval! Sambando ou descansando! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  10. Minha doce amiga, eu concordo em gênero, número e grau, infelizmente aqueles que só querem realmente brincar, rir, alegrar-se, são raros, muitas vezes acabam sendo arrastados no turbilhão das loucuras destas festas, e o pior inocentes acreditam muito fácil em certa bondade alheia. Hoje minhas duas filhas e meus dois netos mais uma amiga e o marido com seus três filhotes, pularam carnaval, aqui no quintal, não gastaram nada, apenas alguma maquiagem que já tinham na bolsa, pedaços de lenços para fazer de conta que é fantasia e o marido colocou uma cartola e uma gravata para fantasiar-se de rico, depois colocaram umas marchinhas e brincaram, passa passa três vez, corda, depois sambaram solto, e agora estão indo dormir cansados e felizes, e eu só de vê-los me diverti muito, não gastamos nada, nem nos expusemos a maldade alheia, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  11. Rico texto!parabéns pela escolha.
    beijinhos de alegria...

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari, gostei muito do post. Palavras sábias amiga!
    Tenha uma ótima semana, bjus...

    ResponderExcluir
  13. Mari,
    Eu gostei do texto e sei que ele tem lá suas razões. Porém este ano eu fui assistir o desfile no sambódromo no Rio. Foi uma delícia, rodeada de amigos e com alegria no coração passamos um carnaval muito agradável, no meio da folia, mas sem excessos.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  14. Olá Mari
    adorei seu blog! se quiser linkar o TERAPIA FLORAL aqui é so copiar o codigo. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá,Mari!!!

    Tenha um ótimo dia querida!!!
    Beijos!!Tudo de bom!

    ResponderExcluir

♥Adoro seu comentário!♥

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...